Você ja aprendeu o valor do tempo?

Ah o tempo...

Quando mais jovem eu costumava ignorar que o tempo existia ou que ele fosse um fator importante pra nossa vida. Lógico, as responsabilidades eram outras: fazer o tema de casa e estudar para a prova é o mínimo que se espera pra quem ainda tem seus joviais 15 anos de idade.


O tempo é sábio, e aos poucos ele vai te dando dicas do quanto ele tem um peso significativo na nossa vida. E esse tem sido um tema recorrente nos meus dias: a lembrança constante que o tempo existe e que ele passa extraordinariamente rápido é amedrontador.



Minha vida é simples. Muito simples diga-se de passagem: tenho um emprego full-time que, muitas vezes, me cobra mais do que apenas 40h por semana (com uma jornada de nove a dez horas por dia). É cansativo, claro... mas vou ser honesta com você: é por conta desse trabalho massante de ficar em pé 10h por dia que eu me dei conta que meu tempo é precioso demais.


Veja bem: Meus finais de semana não são regulares como para a maioria. Sábado também é dia de trabalho, e por sinal o mais puxado de todos os dias da semana. Entretanto, por regra, temos o direito de ter dois dias livres, o domingo e mais algum dia durante a semana.


Opa!! São os dois dias que eu vou fazer de tudo para não perder meu tempo!!!


Além desses dois dias de folga na semana, a gente conta com o pagamento das horas extras em tempo livre, assim como os 30 dias de férias por ano. Fazendo um balanço de tudo isso, significa que a gente trabalha muito, mas também ganha uns dias de descanso. (Abençoado seja o meu Chefe que proporciona tudo isso com muito carinho para todo mundo).


No meu caso, semana passada foi um dia de challenge atrás do outro, e depois de trabalhar com tanto esforço, eu pude aproveitar essa semana pra tirar quatro (4) dias de férias mais o pagamento das minhas horas extras, ou seja: ganhei uma semana inteira pra aproveitar, produzir, descansar, limpar a casa, cozinhar, ver fimes, pintar, rever bons amigos, participar do grupo da corrida, ir no mercado fazer o rancho do mês, aproveitar a companhia do meu marido, desfrutar os dias lindos, os dias nublados, cuidar das plantas, organizar meu espaço de trabalho e inclusive emitir minha primeira nota como profissional autônoma! =)

Mas isso é conversa pra outra hora...

E como ainda tenho 3 dias na minha contagem do tempo, separei um tempinho para escrever no blog e (dedos cruzados) sábado ir acampar com amigos sem chuva!


Tempo... você já aprendeu o valor do teu tempo?



Voltando esse assunto para uma outra perspectiva... vou contrapor uma postagem no instagram de uma influencer comentando sobre pessoas que são inconsistentes em suas postagens (pessoas que não postam conteúdo com uma certa frequência). Lógicamente eu faço parte desse grupo. Mas vou contrapor o argumento de "não ser comprometida" ou "não estou nem aí para o meu trabalho" pelas razão que escrevo esse texto e pelo que acabei de explicar nele.


Nem todos os dias a gente acorda inspirado/a , nem todos os dias a gente tem disposição pra se expor, as vezes falta saco pra lidar com o mundo digital e muitas outras vezes tem a falta do bendito tempo.


O que eu quero dizer é que, no meu caso e de muitas outras pessoas, a casualidade de conteúdo não interfere na impressão que meu seguidor tem a respeito do meu trabalho, até porque a maioria dos posts vai passar batido para um número gigantesco de pessoas: eu sou uma no meio de todo aquele número de pessoas que você segue. Meu conteúdo vai continuar interessando aqueles que realmente se inspiram no que faço ou que me acompanham porque realmente gostam daquilo que eu produzo.


Meu conteúdo não é essencial para todos e eu tenho consciência disso.


Seria ótimo postar todos os dias... mas veja vem, eu relacionei alguns pontos anteriormente justamente pra explicar a falta da consistência no Instagram.


E bom, esse é o meu espaço pra desabafar... então vou ser honesta com vocês: não contem comigo pra ser refém do Instagram. Não contem comigo pra postar fotos todos os dias, ou stories da minha rotina de trabalho, dona de casa e pintora nas horas vagas. Eu não vou fazer espetáculo pra ninguém sobre a minha rotina e muito menos passar a me torturar na esperança da montanha de Likes a cada postagem.


Como eu disse, meu tempo é precioso e eu vou gastar o pouco que tenho aproveitando muito bem tudo o que me der na telha de fazer...

Hoje eu tomei um lindo café da manhã, encaminhei o almoço, estou terminando meu pequeno desabafo no blog, vou passar uma parte da tarde com meus papéis e tintas, trabalhar um pouco no computador, fazer aquela corrida no final da tarde, tomar um banho quentinho, jantar e ficar com o amor no sofá vendo filme e ir dormir com um sorriso de canto a canto porque isso sim é um dia bem aproveitado! Ah... E SE der tempo e eu estiver disposta eu posto alguma coisa no instagram!!


Fiquem livres para comentar a opinião de vocês...


e só pra ser clichê vou terminar o texto com...




tic tac tic tac tic tac.




* A opinião da Influencer é válida. Eu entendo o ponto dela partindo do princípio daqueles que vivem e conseguem clientes pelo Instagram. Eu critico a necessidade e a pressão de se fazer presente (online) o máximo de horas possível. E eu rezo pra não me escravizar dessa forma.

19 views
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey Instagram Icon